A desilusão de Judas

A desilusão de Judas

A desilus o de Judas Se todos os tontos escrevessem um di rio o mundo seria um local mais tranquilo N o cederia a essa ilus o Vou s falar do colega reformado com um problema de cr dito o gerente banc rio que procurava in

  • Title: A desilusão de Judas
  • Author: António Ganhão
  • ISBN: 9789898524044
  • Page: 417
  • Format: Paperback
  • Se todos os tontos escrevessem um di rio o mundo seria um local mais tranquilo N o cederia a essa ilus o Vou s falar do colega reformado com um problema de cr dito, o gerente banc rio que procurava interferir no processo, as escapadelas no Cal adas e a mulher que desliza em proposta de fim de tarde, t o perturbadora como o pr prio pecado E da minha ambi o nica de aprSe todos os tontos escrevessem um di rio o mundo seria um local mais tranquilo N o cederia a essa ilus o Vou s falar do colega reformado com um problema de cr dito, o gerente banc rio que procurava interferir no processo, as escapadelas no Cal adas e a mulher que desliza em proposta de fim de tarde, t o perturbadora como o pr prio pecado E da minha ambi o nica de aprender a recitar o ros rio.

    • Best Download [António Ganhão] ß A desilusão de Judas || [Sports Book] PDF ✓
      417 António Ganhão
    • thumbnail Title: Best Download [António Ganhão] ß A desilusão de Judas || [Sports Book] PDF ✓
      Posted by:António Ganhão
      Published :2019-04-07T08:12:32+00:00

    362 Comment

    A DESILUSÃO DE JUDAS – António GanhãoÉ uma história muito bem analisada sob o ponto de vista psico/social, personagens dissecadas e observadas sem ruído, discreta mas meticulosamente espreitadas e desenhadas. Poderia dizer que é uma história bairrista não fosse estar carregada de vício, de suspeitas, de um inexorável suburbanismo. A “outra banda” ribeirinha encontrada, principalmente no Barreiro e noutras povoações chegadas, soube-me a pouco. Senti-me colorida, se é que consi [...]

    Conheço a escrita do António Ganhão há “tempo muito escorrido” (servindo-me das suas próprias palavras). Uma escrita cativante, sedutora, que dá a provar, ao leitor, águas com um veneno viciante. Um autor que escreve assim só podia construir um enredo sedutor, com uma sedutora personagem principal, mesmo que esta seja um frio assassino sob a capa de uma vida tão recatada como banal. Um assassino que age com motivações de purificação dos males que enfermam a sociedade, crendo-se [...]

    De vez em quando encontro um autor que surpreende, maravilha, entusiasma; isso já não me acontecia desde que tropecei na primeira obra que li do Saramago, na altura ainda pouco conhecido. Que me maravilha pelo conhecimento do ser humano, me surpreende pela forma como a sua escrita nos absorve e me entusiasma pela diferença e novidade que traz e promete - porque, na minha idade, a maior parte dos livros tem um terrível gosto a dejá vu. Foi o que me aconteceu com a Desilusão de Judas. Há aq [...]

    “Não conhecemos outro romance publicado nos anos mais recentes que descreva ficcionalmente de um modo tão perfeito a radicalidade e banalidade do mal como A Desilusão de Judas, primeiro livro de António Ganhão.”Miguel Real, Jornal de Letras, Artes e Ideias, Janeiro de 2012“A Desilusão de Judas de António Ganhão é uma narrativa que funde esferas de naturezas diferentes e que propõe uma verosimilhança bastante assertiva. Conta a história, aparentemente pouco portuguesa, de um ser [...]

    António Ganhão e Mia Couto são os meus autores preferidos. Será porque nasceram em Moçambique, terra quente, de lindas mulheres, paisagem sem fim, céus abertos ? Eu estou rendido ao modo como o António Ganhão constrói prosa, que eu diria de poética, e apresenta um olhar diferente e profundo sobre tantos aspetos do dia a dia que a minha mente tecnocrática estava impossibilitada de ver. O que é que há de sagrado na 'imolação dos cordeiros'? Até que ponto o Cordeiro Imolado seria Je [...]

    Um livro surpreendente, que quando se começa não se consegue parar. Trata-se de um psico-thriller com um criminoso fora do vulgar, com motivações inexoráveisEscrito na primeira pessoa, seguimos este fanático criminoso com um certo encantamento, percebendo aos poucos as suas motivações, enquanto prossegue a sua carreira com método e frieza.Um grande romance contemporâneo.

    Acima de tudo um retrato social carregado de personagens típicas e bem representativas desta nossa modernidade. Enquanto não temos outro regresso nestas férias mais uma leitura deste bom primeiro romance.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *